Apple Apresenta Novo Macbook Pro com Touch Bar e Touch Id.

Além de um visual redesenhado e várias melhorias internas, o destaque ficou por conta da nova “Touch Bar” acima do teclado e, pela primeira vez em um Mac, a presença do Touch ID.

macbook-pro-com-touch-bar-e-touch-id

O novo MacBook Pro é mais fino e muito mais compacto do que o modelo anterior, agora com bordas menores na tela e ao redor do teclado. A versão de 13 polegadas tem 1,49 centímetros de espessura e pesa 1,37 kg, enquanto o maior de 15 polegadas tem 1,55 centímetros de espessura e pesa 1,83 kg — ambos mais finos e leves em comparação com a geração passada. Para se ter uma ideia, o novo MacBook Pro de 13 polegadas é mais compacto do que o MacBook Air de 13″. Outra mudança externa é que os consumidores agora também podem comprar o MacBook Pro na cor cinza espacial.

O trackpad Force Touch embutido ficou muito maior, e chega a ter até duas vezes o tamanho do trackpad anterior no MacBook Pro de 15 polegadas. Com isso, a Apple reforça a ideia de se usar o macOS com os mais diversos gestos disponíveis. O teclado também mudou, agora utilizando a segunda geração do mecanismo “borboleta”, apresentado com o MacBook de 12″ no ano passado. As teclas são maiores e mais estáveis, além de contarem com um LED individual para a iluminação mais precisa em ambientes escuros.

Falando em teclado, logo acima dele está o que a Apple chamou de “Touch Bar”, uma pequena tela em OLED sensível ao toque que substitui as antigas teclas de funções do Mac — brilho, volume e afins. A Touch Bar exibirá ações diferentes conforme o que o usuário está fazendo naquele momento, como as abas abertas no Safari, botões de formatação no Pages ou no Mail, controles de música no iTunes e muito mais. Até mesmo os Emojis aparecerão na telinha.

touchbar-macbook-pro-color

touchbar-macbook-pro-facetime

touchbar-macbook-pro-emojis

Ao lado direto da Touch Bar, a Apple colocou também o sensor do Touch ID — pela primeira vez em um Mac. Com isso, será possível desbloquear o computador e vários aplicativos sem precisar digitar a senha, utilizando apenas o dedo, além de realizar compras com o Apple Pay sem precisar de um iPhone conectado. Outra função interessante do Touch ID no MacBook Pro é a possibilidade de trocar entre as contas de usuário apenas ao encostar um dedo diferente no sensor. Vale lembrar que o Touch ID utilizado já é o de segunda geração, o mesmo do iPhone 6s em diante que faz o reconhecimento praticamente instantâneo.

A tela Retina do novo MacBook Pro também está muito melhor. Apesar de manter a mesma resolução anterior, o brilho agora é muito mais intenso — com 500 nits — e o contraste é cerca de 67% maior. Assim como nos iMacs com tela Retina, iPad Pro e iPhone 7, o MacBook Pro agora conta com ampla gama de cores na tela graças ao padrão P3 — chamado pela Apple de “qualidade de cinema”. Isso garante cores muito mais vivas e realistas, principalmente o vermelho e verde.

macbook-pro-2016

A qualidade sonora do computador também foi consideravelmente aprimorada, algo que parece ter se tornado prioridade nos últimos lançamentos da empresa. De acordo com a Apple, o volume dos alto-falantes externos do novo MacBook Pro chega a ser 58% mais alto em comparação com os anteriores, assim como graves melhores. E, pela primeira vez no modelo de 13 polegadas, há aberturas ao lado do teclado para a saída de som — algo que até então só existia no modelo de 15 polegadas.

Se o lado de fora já recebeu uma atenção especial, a Apple também guardou algumas surpresas para a parte interna do novo MacBook Pro. A partir de agora, qualquer modelo com tela de 15 polegadas conta com um processador gráfico (GPU) AMD Radeon Pro 450 com até 2GB de memória GDDR5, que chega a ser até 130% mais rápido do que os componentes utilizados na geração anterior. Para quem precisa de maior poder de fogo, é possível configurar o computador com uma GPU Radeon Pro 460 com 4GB de memória. No caso do modelo com tela de 13 polegadas, a Apple utilizou a GPU integrada da Intel Iris Graphics 550.

O MacBook Pro de 13″ já vem de fábrica com um processador Intel Core i5 de dois núcleos com 2,9 GHz e Turbo Boost de até 3,3 GHz, enquanto o modelo de 15 polegadas utiliza um Intel Core i7 de quatro núcleos com 2,6 GHz e Turbo Boost de até 3,5 GHz. Para quem for comprar na Apple Store, é possível customizar o MacBook Pro com processadores ainda mais potentes. O armazenamento interno também foi atualizado com um SSD “ultra-rápido”, que alcança velocidades de até 3,1GB/s de leitura e 2,2GB/s de gravação. Mesmo com todas as melhorias, a Apple promete até 10 horas de duração da bateria em todos os modelos do novo MacBook Pro.

Mais uma vez, a Apple redesenhou o sistema de refrigeração do MacBook Pro, que agora conta com novas ventoinhas de “pás” com tamanhos variados. Isso não apenas contribui com o fluxo do ar e a diminuição do calor interno, como também reduz consideravelmente os ruídos da máquina. Outra mudança, que já era esperada, foi a substituição de todas as conexões antigas por novas entradas USB-C com Thunderbolt 3. Cada porta consegue transferir até 40Gb de dados por segundo, além de suportarem até dois monitores com resolução 5K conectados simultaneamente. Todas as portas podem ser utilizadas para a conexão de energia — o que infelizmente marca o fim do MagSafe. O conector P2 para fones de ouvido continua disponível nesta nova geração.

macbook-pro-2016-13-15

A Apple já disponibilizou em seu canal do YouTube alguns vídeos do novo MacBook Pro, que você pode conferir logo abaixo.

Se as novidades agradaram aos consumidores, pode ser que o preço nem tanto. Mesmo lá fora, o novo MacBook Pro ficou mais caro, custando 1799 dólares na versão de 13 polegadas e 2399 dólares na versão de 15 polegadas. No Brasil, os preços oficiais também já foram divulgados, sendo R$ 13.899 e R$ 18.499 respectivamente. Nos Estados Unidos, a nova geração do MacBook Pro já está disponível na pré-venda com previsão de chegada para meados de novembro. Por aqui, ainda não há qualquer previsão.

Curiosamente, a Apple também disponibilizou uma versão do novo MacBook Pro de 13 polegadas “mais barata”, sem a nova Touch Bar e o Touch ID inclusos. Esta versão já começou a ser vendida hoje nos Estados Unidos por 1499 dólares e chegará ao Brasil por R$ 11.499.

Resta saber agora se os novos MacBooks Pro serão suficientes para recuperar o lucro da Apple com os Macs, que estão vendendo cada vez menos a cada trimestre que se passa. Ao menos, no quesito de novidades, os computadores impressionaram e prometem mudar a forma de interação com o sistema a partir de agora.

 

Fonte: http://ihelpbr.com/apple-apresenta-novo-macbook-pro-redesenhado-com-touch-bar-e-touch-id/

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*