Trixbox PABX IP – Free

 

O que é Trixbox?

Trixbox é uma distribuição que facilita a instalação e a configuração do Asterisk. Você instala este produto em apenas 20 minutos, incluindo o Linux, o Asterisk e todas as bibliotecas necessárias, além de uma interface Web para configurar, gerenciar e administrar o Servidor Asterisk.

O projeto anteriormente era conhecido como [email protected] e após a aquisição do produto pela Fonality passou a se chamar Trixbox.

Depois de instalado, você terá um PABX IP totalmente funcional que pode ser configurado de acordo com as suas necessidades. É uma excelente opção para quem deseja implementar uma solução VoIP de maneira muito simples e com custo baixíssimo, mas com grandes funcionalidades.

Componentes necessários para a utilização do Trixbox:

  • Um servidor com o Trixbox instalado;
  • Os ramais (softfones ou equipamentos VoIP);
  • Uma conta VoIP para ligar para qualquer telefone fixo ou celular (opcional);
  • Portas FXS, FXO ou E1 para interligar-se com a telefonia fixa/celular ou com um PABX analógico (opcional);
  • Um acesso à Internet de boa qualidade (banda larga ou link dedicado) para as ligações VoIP.

Requisitos de hardware mínimos e recomendados

Para testes pode até ser um Pentium III 500 MHz com 128Mb de RAM, com um mínimo de 5Gb de HD. Se for utilizar o Trixbox numa empresa pequena, o ideal seria de pelo menos um Pentium IV com 512Mb de RAM, com um mínimo de 40Gb de HD.

A velocidade do processador e a quantidade de memória necessária variam muito em função da quantidade de ligações simultâneas, do tipo de protocolo e codec utilizado, se haverá conversões entre protocolos e codecs, se existe algum hardware de telefonia instalado, além da quantidade de serviços configurados (gerenciamento de filas, URAs, gravação das ligações, etc.).

Para uso profissional recomenda-se adquirir um hardware com um bom processador e pelo menos 1Gb de RAM e ir monitorando o consumo da CPU e memória. É possível configurar para que 2 ou mais servidores Asterisk trabalhem em paralelo, como se fossem um único servidor.

Procedimento para a instalação do Trixbox

  • Fazer o download da última versão do arquivo .ISO do site http://www.trixbox.org/downloads;
  • Gravar um CD a partir do arquivo .ISO baixado (gravar como imagem ISO e não como dados);
  • Configurar a BIOS para dar o boot a partir do CD-ROM;
  • Inserir o CD gravado no CD-ROM e reiniciar o computador.

Cuidado: Pressionando ENTER na tela inicial do Trixbox irá apagar toda a informação contida no disco rígido.

Figura 1: Tela inicial da instalação do Trixbox.Figura 1: Tela inicial da instalação do Trixbox.

Depois de alguns minutos após pressionar o ENTER inicial, você precisará selecionar o tipo de teclado e o fuso horário, além de digitar a senha do root do sistema. Em seguida o seu HD será formatado e diversos arquivos serão instalados. Ao todo o sistema irá reiniciar 3 vezes, sendo que no primeiro reboot você deve retirar o CD do Trixbox do CD-ROM.

O tempo de instalação varia de acordo com a velocidade do computador. Em média demora em torno de 15 a 20 minutos. Após todo este processo, efetue o login no Trixbox com a conta root e a senha que você criou durante a instalação.

Foi utilizado para esta demonstração um Pentium IV com 512Mb de memória e uma placa TDM400P, com 1 porta FXO e 1 porta FXS, além de um Telefone IP da Grandstream e um softfone X-Lite. Também foi utilizada uma conta VoIP do provedor LigVoIP para realizar ligações através da Internet.

Os seguintes produtos são instalados:

  • CentOS – o Sistema Operacional Linux;
  • Asterisk – o PABX IP de código livre;
  • freePBX – interface Web para configurar o Asterisk;
  • SugarCRM – para gerenciamento de contatos e clientes;
  • A2Billing – sistema de tarifação;
  • Flash Operator Panel (FOP) – painel de gerenciamento das ligações;
  • Web Meet Me Control – para gerenciar as conferências;
  • Asterisk-Stat – que gera os relatórios das ligações efetuadas (CDR);
  • mySQL, Apache, PHP e outras bibliotecas;
  • diversas ferramentas de administração do servidor.

Configurando o endereço IP do Trixbox

Com um servidor DHCP na rede, o Trixbox irá automaticamente receber um IP e o mesmo será mostrado assim que logar no sistema.

Entretanto, o ideal é sempre utilizar com um endereço IP estático e de preferência com um endereço IP público (válido na Internet), principalmente se alguns ramais forem logar no Trixbox através da Internet, utilizando o protocolo SIP.

Para mudar o endereço IP, digite o seguinte comando e siga as instruções:

netconfig

Reinicie o servidor ou apenas a interface ethernet para assumir os parâmetros configurados.

reboot (para reiniciar o servidor) ou /etc/init.d/network restart (para reiniciar a interface Ethernet)

Modificando as senhas padrões do Trixbox

Por questões de segurança, o ideal é mudar todas as senhas padrões do Trixbox, principalmente se o servidor for utilizar um endereço IP válido na Internet.

Digite help-trixbox no prompt do Linux que será mostrado todos os comandos necessários para modificar todas as senhas do Trixbox.

Utilizando o freePBX para configurar o Trixbox

FreePBX é uma interface gráfica para configurar o Asterisk. Esta interface facilita muito para configurar diversos recursos do PABX IP, evitando que a pessoa conheça os arquivos e os procedimentos de configuração do Asterisk.

Os principais recursos do FreePBX são:

Extensions – manutenção dos ramais e correio de voz

Trunks – configuração de troncos para conectar-se com outros sistemas

Outbound Routes – gerencia quais troncos devem ser utilizados para realizar chamadas

Inbound Routes – especifica o destino das chamadas recebidas pelos troncos

DID Routes – especifica o destino de chamadas identificadas (DID)

Digital Receptionist – definição da URA (Unidade de Resposta Audível)

Queues – gerenciamento de filas para atendimento

On Hold Music – configuração da música de espera

System Recordings – para gravação das mensagens do sistema

Backup and Restore – para realizar backup e restauração

General Settings – configuração dos parâmetros gerais do sistema.

Para abrir a interface gráfica do Trixbox, digite o endereço IP num navegador Web.

Clique no item [ switch ] no User mode, no canto superior direito para logar no sistema.

Figura 2: para logar no TrixboxFigura 2: para logar no Trixbox

A conta padrão é maint e a senha é password.

Figura 3: Tela de administração do TrixboxFigura 3: Tela de administração do Trixbox

Habilitando os módulos no freePBX

O freePBX vem apenas com os principais módulos habilitados. Para obter outros recursos, siga o procedimento abaixo para habilitar alguns módulos:

  • No menu principal do Trixbox, clique no menu Asterisk e selecione o item freePBX;
  • Na tela de administração do freePBX, clique no menu Tools e do lado esquerdo selecione o item Module Admin;
  • Selecione os módulos e mude a opção para Enable;
  • Após todos os módulos selecionados e habilitados, clique no botão Process;
  • Clique em Confirm para confirmar o processo.

Após isso, clique na faixa vermelha Apply Configuration Changes para que o Asterisk carregue as mudanças realizadas no sistema. Isso é obrigatório, senão o sistema pode não apresentar o resultado esperado.

Figura 4: Clique sempre nesta barra vermelha para atualizar o AsteriskFigura 4: Clique sempre nesta barra vermelha para atualizar o Asterisk

O ideal é apenas habilitar os módulos necessários para não sobrecarregar o sistema, mas para questão de estudo você pode habilitar todos eles. No nosso exemplo, foi habilitado apenas o seguinte módulo:

– Voicemail

Configurando um ramal (Extensão)

Para configurar ramais, clique no menu Setup -> Extensions do freePBX. Iremos criar todos os ramais com o protocolo SIP, que são os mais utilizados.

Selecione Generic SIP Device e clique em “Submit”.

Existem diversos parâmetros, mas preencha somente estes:

User Extension: 2000 (número do ramal)

Display Name: Antonio (usuário do ramal)

Secret: 12345 (senha do ramal)

Em Voicemail, mude o Status para enable, para habilitar o correio de voz

Voicemail password: 12345 (senha do correio de voz)

Email address: [email protected] (email para receber a mensagem de voz)

Email attachment: yes (para anexar a mensagem de voz no email)

Clique em “Submit” para criar o ramal e então clique na barra vermelha para atualizar o Asterisk.

No nosso exemplo, foram criados os seguintes ramais:

2000 Antonio Softfone X-Lite

2100 Pedro Telefone IP BudgeTone 101 Grandstream

2200 Mario Porta FXS de uma placa Digium TDM400P

2300 Carlos Sipura 2002

No Trixbox existem muitas faixas reservadas e não devem ser utilizadas para ramais, são elas: 200, 300-399, 666, 70-79, 700-799 e 7777

Obs.: Se o ramal que você está configurando irá se conectar pela Internet, configure NAT=yes senão o ramal não conseguirá registrar-se no Asterisk.

Configurando o Softfone X-Lite

Baixe o X-Lite do site http://www.counterpath.com e instale-o. Acesse o menu de configurações e preencha os seguintes campos com:

Proxy: 192.168.1.66 (endereço IP do Trixbox)

Conta: 2000 (o número do ramal criado)

Senha: 12345 (a senha criada para o ramal)

Faça um teste discando do X-Lite a opção *98, que é o código para entrar no correio de voz do Trixbox ou simplesmente disque para um outro ramal configurado.

Configurando troncos para chamadas de saída e entrada

Troncos são necessários para comunicar-se com outros sistemas, através de um Provedor VoIP ou através de uma linha telefônica ou de um PABX analógico.

  • No freePBX, clique em Trunks e depois em Add SIP Trunk, para cadastrarmos um Provedor VoIP SIP, para podermos realizar ligações VoIP
  • Em Outbound Caller ID, digite a identificação da conta
  • Em Outgoing Settings, em Trunk Name digite LigVoIP, para identificar o tronco
  • Preencha em PEER Details
type=peer
allow=alaw&ulaw&gsm
canreinvite=no
disallow=all
host=sip.ligvoip.com.br
insecure=very
context=from-trunk
username=ligvoip_3351 (conta do Provedor VoIP)
secret=sato  (senha do Provedor VoIP)

Register String: ligvoip_3351:[email protected]/3351

Onde: ligvoip_3351 – é a conta do Provedor VoIP

sato – senha do Provedor VoIP

LigVoIP – é o nome do tronco criado logo acima

3351 – é o número onde será encaminhado uma ligação recebida

O string de registro é necessário para registrar-se ao provedor VoIP para receber ligações.

Clique em Submit Changes e depois na barra vermelha.

Obs.: Os dados da conta VoIP e dos parâmetros do servidor VoIP devem ser fornecidos pelo Provedor VoIP contratado.

Configurando Rota de Saida

É necessário criar rotas de saída para que as ligações telefônicas saiam por algum tronco específico, criado anteriormente. Quando tiver mais de um tronco, é necessário criar regras para especificar por qual tronco a chamada deve sair.

No freePBX:

    • Escolha a opção Setup -> Outbound Routes

Entre com as seguintes informações:

Route Name: LigVoIP (nome da rota de saída)

Dial Patterns= 7|.

Trunk Sequence – Selecione SIP/LigVoIP (a rota que foi criada no passo anterior)

  • Clique em Submit Changes e depois na barra vermelha.

Neste caso, toda vez que digitar 7 + o número desejado, o Trixbox irá utilizar o provedor VoIP LigVoIP como rota de saída, mas somente o número desejado será enviado ao provedor LigVoIP (suprimindo o dígito 7).

Explicação de Dial Pattern: são como filtros para comparar números discados. Para o Asterisk, os seguintes patterns podem ser utilizados:

X – qualquer dígito entre 0 e 9

Z – qualquer dígito entre 1 e 9

N – qualquer dígito entre 2 e 9

[diversos] – qualquer caracter entre os colchetes, mas apenas 1 caracter

. (ponto) – significa 1 ou mais caracteres

| (pipe) – tudo o que estiver a esquerda do | (pipe) não será enviado ao tronco

Configurando chamadas de entrada

Agora é necessário criar rotas de entrada para que as ligações recebidas para esta conta do LigVoIP (ligvoip_3351) sejam atendida por alguém.

No freePBX:

  • Escolha a opção Setup -> Inbound Routes ? Add Incoming Route
  • Em DID Number digite 3351 (que é o número colocado no Register String)
  • Em Set Destination -> Core: escolha o ramal que deve atender a ligação recebida
  • Clique em Submit e então Clique na Linha vermelha para aplicar as alterações.

Assim, toda ligação recebida da conta ligvoip_3351 será atendida pelo ramal 2100, do Pedro.

Configuração da placa Digium

No nosso exemplo o servidor está com uma placa da Digium TDM400P com 1 porta FXS e 1 porta FXO. A porta FXS vai ser utilizada para configurar um ramal (2200) e a porta FXO vai ser ligada a um ramal de um PABX Intelbras, para fazer a interligação com a telefonia convencional.

Para configurar esta placa Digium, basta digitar no shell do Linux o seguinte comando: genzaptelconf

Este comando irá parar o Asterisk e configurar todos os arquivos necessários para a placa Digium (zaptel.conf, zapata.conf e zapata-auto.conf). Ao final, ele põe o Asterisk novamente no ar e mostra o status da placa Digium configurada.

Você pode digitar o comando ztcfg -vv para verificar as portas reconhecidas pelo Asterisk. Lembre-se de que a sinalização mostrada indica sempre o tipo de porta que deve ser conectada e não o tipo de porta, ou seja, a porta 01 desta placa é uma porta FSX e deve ser ligada a um telefone e a porta 04 é uma porta FXO e deve ser ligada a uma linha telefônica ou a um ramal de uma central PABX analógico.

Foi conectada um telefone na porta 01 e um ramal de uma central Intelbras na porta 04.

Configuração da placa Digium no freePBX

Agora precisamos criar o tronco para podermos utilizar a porta FXO.

No freePBX, clique em Trunks -> Add ZAP Trunk e preencha conforme a figura.

Foi utilizado o nome g0 porque este é o nome do grupo atribuído a esta porta FXO no arquivo zapata-auto.conf. A grande vantagem de trabalharmos com grupo é que quando utilizarmos diversas portas FXO, o Asterisk sempre procura a porta livre para originarmos a ligação.

Configurando Rota de Saída pela placa Digium

No freePBX:

  • Escolha a opção Setup -> Outbound Routes e preencha conforme a figura.

Neste caso, toda vez que digitar 0 + o número desejado, o Trixbox irá utilizar o ZAP/g0, que é a porta FXO da placa Digium e o ramal VoIP irá falar com um ramal da central Intelbras (suprimindo o dígito 0).

Por exemplo, se eu digitar 0219, isto significa que o Asterisk vai utilizar a porta FXO da placa Digium e irá discar para o ramal 219 da central Intelbras. É dessa forma que se faz a interligação com as centrais telefônicas; o número de portas FXO determina o número de ligações simultâneas desta interligação. É possível também interligar com a central PABX através de portas E1, que são 30 canais.

Para receber uma ligação de um ramal da Intelbras, basta criar uma rota de entrada (Inbound Routes) para o canal Zaptel g0.

Para a porta FXS, basta criar um ramal em Extensions e selecionar o Device como Generic ZAP Device. Preencha os dados do ramal e na opção channel, digite 1 que é a porta FXS da placa Digium TDM400P.

Resumo do plano de discagem (dialplan) configurado:

O plano de discagem ficou da seguinte forma:

2000 a 2300 – disca para um dos ramais do sistema

0 + o número desejado – utiliza a porta FXO para comunicar-se com o PABX Intelbras

7 + o número desejado – realiza uma ligação VoIP utilizando o provedor LigVoIP

Basta adicionar outros troncos e rotas de entrada/saída, para ter maiores opções de discagem.

Abaixo estão alguns dos outros recursos que vem com o Trixbox.

Flash Operator Panel (FOP)

FOP é uma aplicação desenvolvida em Flash que mostra informações em tempo real para gerenciar o Asterisk. Para acessar esta página, clique em Panel na tela principal do freePBX.

A figura acima mostra que o ramal 2100 está utilizando a porta FXO (porta 4) da placa TDM400 para realizar uma ligação; ou seja, ele está conversando com um ramal ou está utilizando o tronco de saída da Intelbras.

O ramal 2300 aparece fosco porque não está logado no sistema.

Relatórios das ligações realizadas

Para acessar esses relatórios, basta clicar em Reports no freePBX. O Trixbox registra todas as ligações realizadas e é possível filtrar por origem, destino, por período e possui relatórios diários, mensais, além de alguns comparativos.

Acessando o Correio de Voz

Para acessar o correio de voz pelo ramal, basta digitar: *98 e fornecer o número da caixa postal e depois a senha. Pela Web, basta clicar na opção Recordings, na tela do freePBX.

A figura acima mostra uma mensagem recebida pelo ramal 2100.

Além dos recursos mostrados, através do Trixbox é possível configurar URAs (Unidade de Resposta Audível), conferências, filas de espera, roteamento das ligações em função de data/hora e muitos outros recursos interessantes.

Fonte:

Alberto Sato em Gerência de TI Software Livre

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*