Instalando e configurando o ISPConfig

ISPConfig é um painel de controle para Linux e seu código fonte é licenciado sob a licença BSD. ISPConfig simplifica a configuração de DNS, múltiplos websites com um único nome (domínio) em um servidor físico, e contas de correio eletrônico para vários usuários nesses sites.

Talvez configurar o ISPConfig seja um pouco difícil, mas escrever arquivos de configuração do DNS manualmente seja ainda mais complicado. O ISPConfig pode ajudar novos usuários de Linux a configurar o servidor web e e-mail mais rápido e mais fácil do que poderiam sem ele.

O ISPConfig acelera e simplifica a administração do servidor e tarefas comuns de operação, como a criação em lote de contas de e-mail de usuários ou configurar rapidamente “DocumentRoot” para novos sites. Fazer todas essas modificações manualmente na linha de comando levaria mais tempo e esforço, seria repetitivo e propenso a erros.

 

Para a instalação e configuração do ISPConfig vou utilizar o Debian Squeeze, mas serve perfeitamente bem no Ubuntu Server (com algumas pequenas diferenças). Faça a instalação do Debian básico sem gráfico.

Vamos aos pré-requisitos:

  • Debian 6 (squeeze) não importa se é i386 ou x86_64 (Pode ser Ubuntu Server também)
  • Instalação Básica (sem gráficos)
  • Instalar o servidor de Hora NTP
  • Servidor ssh (Para administração remota)
  • Informações extras (substitua para adequar ao seu cenário)
Interface: eth0
 IP: 10.1.1.2/24
 Gateway: 10.1.1.1
 Hostname: srv1.exemplo.com.br

Ajustando o hostname, caso já tenha utilizado outro:

# vi /etc/hostname
 srv1.exemplo.com.br
# vi /etc/hosts
 127.0.0.1       localhost.localdomain   localhost
 192.168.0.100   srv1.exemplo.com.br     srv1
 # The following lines are desirable for IPv6 capable hosts
 ::1     ip6-localhost ip6-loopback
 fe00::0 ip6-localnet
 ff00::0 ip6-mcastprefix
 ff02::1 ip6-allnodes
 ff02::2 ip6-allrouters

# /etc/init.d/hostname.sh start

# hostname

# hostname -f

Pronto, ambos estão com o mesmo nome.

Por padrão o Debian utiliza um link simbólico /bin/sh apontando para /bin/dash mas será necessário /bin/bash, vamos trocar:

# dpkg-reconfigure dash

Como na imagem selecione <Não>

Sistema base instalado e configurado, vamos a primeira parte de instalação do principais pacotes:

# apt-get install postfix postfix-mysql postfix-doc mysql-client mysql-server openssl getmail4 rkhunter binutils dovecot-imapd dovecot-pop3d sudo

Vamos as resposta aos questionamentos:

Para a configuração do postfix selecione “Site Internet”

Preencha com o hostname do servidor (srv1.exemplo.com.br)

Senha

Confirme a senha

Outra alteração necessária é em relação ao mysql que na instalação está ajustado para ouvir na interface de loopback (127.0.0.1)

# vi /etc/mysql/my.cnf (comente a linha bind-address)
 # bind-address = 127.0.0.1

# /etc/init.d/mysql restart

Vamos a mais uma leva de pacotes (amavis, spamassasin, clamav)

# apt-get install amavisd-new spamassassin clamav clamav-daemon zoo unzip bzip2 arj nomarch lzop cabextract apt-listchanges libnet-ldap-perl libauthen-sasl-perl clamav-docs daemon libio-string-perl libio-socket-ssl-perl libnet-ident-perl zip libnet-dns-perl

O configurador do ISPConfig utiliza amavisd para carregar o filtro do SpamAssassin internamente, vamos liberar um pouco de RAM por conta disso:

# /etc/init.d/spamassassin stop

# update-rc.d -f spamassassin remove

Vamos a instalação do Apache2, PHP5 e outros pacotes relacionados

# apt-get install apache2 apache2.2-common apache2-doc apache2-mpm-prefork apache2-utils libexpat1 ssl-cert libapache2-mod-php5 php5 php5-common php5-gd php5-mysql php5-imap phpmyadmin php5-cli php5-cgi libapache2-mod-fcgid apache2-suexec php-pear php-auth php5-mcrypt mcrypt php5-imagick imagemagick libapache2-mod-suphp libruby libapache2-mod-ruby

Selecione apache2

Selecione <Não> para configuração da base de dados utilizando o dbconfig-common

Vamos habitar os seguintes módulos do apache2: suexec, rewrite, ssl, actions, include, dav, dav_fs e auth_digest

# a2enmod suexec rewrite ssl actions include

# a2enmod dav_fs dav auth_digest

Reiniciar o apache2

# /etc/init.d/apache2 restart

Fonte: http://www.howtoforge.com

Posted on 03/01/2012 by Ricardo Pinheiro

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.